4 filmes que espantaram as plateias

Nenhum cineasta deseja que o público saia correndo das salas de cinema no meio do filme, muito menos que circule a notícia de que várias pessoas passaram mal, desmaiaram ou tiveram chiliques durante a exibição, não é mesmo?

No entanto, esse tipo de coisa acontece com muito mais frequência do que muitos imaginam — especialmente nos EUA, onde a plateia parece ser mais sensível do que nós, brasileiros!

1. O Exorcista

“O Exorcista”, como você sabe, é um dos maiores clássicos do terror de todos os tempos. Lançado em 1973, o filme se baseia no livro homônimo de William Peter Blatty e conta a horripilante história de uma menina possuída pelo demônio.


Quando chegou às telonas nos EUA, além de arrastar milhares de pessoas aos cinemas, “O Exorcista” também provocou reações extremas na plateia. Teve gente que saiu da sala de exibição em disparada, quem simplesmente não conseguiu assistir ao longa até o final e até quem desmaiou com a experiência. Veja a seguir:


E se criou tamanho alarde sobre o filme que, quando ele estrou em Londres, várias ambulâncias foram chamadas para ficar de plantão diante dos cinemas para socorrer os mais chocados.

2. A Bruxa de Blair

O filme “A Bruxa de Blair”, de 1999, fez bastante sucesso quando foi lançado — e o fato de que ele tenha custado apenas US$ 22 mil para ser produzido e tenha faturado US$ 240 milhões de bilheteria o torna um dos filmes que mais geraram lucros de todos os tempos.


No entanto, apesar de ter atraído milhões de pessoas aos cinemas, a forma como o longa foi rodado, com os atores perambulando para lá e para cá com a câmera na mão, também fez com que muita gente saísse correndo das salas. Isso porque muitos espectadores se sentiram fortemente nauseados com a movimentação na tela — e em algumas salas dos EUA inclusive foram convocadas “patrulhas do vômito” para lidar com a plateia enjoada.

3. 127 horas

O filme “127 horas”, de 2010, conta a história real de um norte-americano chamado Aaron Ralston que ficou preso por uma pedra em uma área isolada do Blue John Canyon, em Utah. Durante o longa, Aaron, que é interpretado por James Franco, passa por diversas provações até que ele percebe que sua única chance de escapar é amputando o próprio braço — com um canivete de bolso sem fio.


Na verdade, 127 horas é um filme no qual a plateia sofre junto com o personagem. Mas, pelo menos nos EUA, muitas pessoas chegaram a desmaiar durante as exibições, e não faltou quem vomitasse ao assistir às dramáticas cenas.

4. Irreversível

“Irreversível” é um filme francês de 2002, produzido por Gaspar Noé. Pode ser que você nunca tenha ouvido falar no longa, mas, quando foi lançado, ele deu o que falar. Isso porque, além de a história — que, basicamente, consiste em dois homens em busca de vingança — ser contada em ordem reversa, o Noé incluiu duas cenas chocantes, uma de estupro e outra de assassinato.


Contudo, não foram as imagens fortes que fizeram muitas pessoas abandonarem o filme bem antes do final. Diversas cenas de “Irreversível” foram rodadas com ângulos e giros de câmera que reviraram o estômago de muita gente, sem falar que o diretor admitiu que usou uma frequência — em 27 hertz — nos primeiros 30 minutos do longa que, apesar de ser imperceptível conscientemente, pode ser usada para induzir à ansiedade e ao pânico.
# Compartilhar: Facebook Twitter Google+ Linkedin Technorati Digg
 
Copyright © 2017 Cinemix Pipoca - Notícias, trailers e análises de filmes