Vingadores Guerra Infinita será o filme mais caro de todos os tempos


O filme “Vingadores: Guerra Infinita” será a produção de cinema mais cara de todos os tempos. Segundo apurou o jornal britânico The Telegraph, o terceiro filme da equipe de super-heróis da Marvel custará cerca de US$ 490 milhões. Isto mesmo, quase meio bilhão de dólares.

Até então, o filme mais caro era “Piratas do Caribe – No Fim do Mundo, que custou U$ 332 milhões para ser produzido. Ambos os filmes são produções da Disney, que não confirmou oficialmente o orçamento de “Vingadores: Guerra Infinita”.

Vale lembrar que o filme anterior da franquia de super-heróis, “Vingadores: Era de Ultron” (2015), também não foi nada barato. Mesmo assim, custou “apenas” U$ 250 milhões.

Para um orçamento de US$ 490 milhões se pagar no cinema, a produção deveria fazer em torno de U$ 2 milhões em todo o mundo, uma vez que há custos de marketing e impostos a serem acrescentados nas despesas. Mas mesmo que isso não aconteça, os direitos de TV, streaming, merchandising, as vendas de home video e as parcerias comerciais tendem a amortizar as contas, de modo que a loucura não é tão assustadora quanto parece.

Até hoje, apenas três filmes faturaram mais de US$ 2 bilhões nas bilheterias mundial: “Avatar” (US$ 2,7 bilhões), “Titanic” (US$ 2,1 bilhões) e “Star Wars: O Despertar da Força” (US$ 2 bilhões).

Quase metade do orçamento do filme será destinado ao pagamento do elenco, que irá reunir atores da maioria dos filmes do universo Marvel, fazendo, pela primeira vez, a integração dos personagens espaciais da franquia “Guardiões da Galáxia” com os Vingadores. Graças a seu contrato vantajoso, o cachê de Robert Downey Jr. consome a maior parte do montante.

“Vingadores: Guerra Infinita” terá filmagens na Escócia e será dirigido pelos irmãos Anthony e Joe Russo (“Capitão América: Guerra Civil”), visando uma estreia em 4 de maio de 2018.
# Compartilhar: Facebook Twitter Google+ Linkedin Technorati Digg
 
Copyright © 2017 Cinemix Pipoca - Notícias, trailers e análises de filmes